O QUE COMPRAR PARA USAR NO PRÓXIMO INVERNO

23/Jan/2021

As tendências de moda não são, simplesmente, ditadas pelas marcas de alta costura e adotadas pelo streetstyle a nível internacional. São sim interpretações do comportamento humano perante estímulos que os grandes criadores provocam através dos seus desfiles.

As tendências transitam durante um certo período de tempo, de estação para estação. Existem aquelas que ficam anos, como por exemplo, o padrão “animal print”, transformando-se em macro-tendências e até em “clássicos” de determinado estilo. Por outro lado, existem as micro-tendências, efémeras, associadas a uma personagem de novela, a um cantor que está nos tops, ou a outro qualquer fenómeno de impacto de massas e angariação de seguidores.

Estamos praticamente no início do inverno e as lojas têm as suas coleções em saldos. Compras conscientes e inteligentes (sobre este assunto, veja também o artigo OS SALDOS – Perspetiva ética e sustentável) seriam não só aproveitar esta época para adquirir as peças que realmente necessita para o inverno, mas também sabendo que serão um must-have nas estações seguintes.

E se soubesse as tendências que se adivinham para o outono/inverno 2021-2022?

Antes de mais, chamo a atenção para a tendência “no gender”. Camisas, casacos, t-shirts, cardigãs, entre outros, são cada vez mais peças sem género, usáveis indiferentemente por ele e por ela. Esta é uma tendência que se espera vir a durar várias estações e quem sabe tornar-se uma macro-tendência. Por isso, não limite as suas escolhas ao setor feminino das lojas, espreite o setor masculino. Pode ser que encontre muito mais peças que a representam.

Depois, vale a pena recordar que a Pantone nomeou, como cores do ano 2021, o amarelo “Illuminating 13-0647” e o cinza “Ultimate Gray 17-5104”, pelo que seguramente estarão presentes nas coleções primavera/verão 21 e outono/inverno 21/22.

E agora sim! Após pesquisas de tendências e respetivas interpretações por especialistas, concluí que seriam acertadas as seguintes apostas:

Para o outono/inverno 21-22

» Cores vibrantes: à semelhança do que aconteceu neste inverno, espera-se na próxima estação fria coleções multicoloridas. O laranja e o rosa são cores em que vale a pena apostar, se condizem consigo, claro!

» Ombros exagerados: revivalismo dos anos 80, que ainda se manterá por duas estações, pelo menos. Não significa vintage pois aplica-se a looks muito futuristas, bem como em coletes de malha, sendo transversal em termos de estilos. 

 

» Preto e beje: cores neutras que vão continuar a surgir, quer em looks integrais, quer combinadas entre si, ou ainda com apontamentos de cores mais vibrantes.

» Padrão floral: é incontornável esta tendência, nomeadamente em vestidos, sendo que no próximo inverno aparecerão variantes de padrão floral manchado e patchwork floral. 

 

» Xadrez verde: o xadrez que inundou as lojas neste inverno voltará com mais força nas cores da natureza, nomeadamente, no verde.

» Transparências: depois de transitarem para o verão, voltam em modelos para a estação fria, no efeito 2ª pele e rendas. Se gosta deste estilo, tem como garantida a tendência por mais duas estações.

» Franjas: vão continuar no acabamento de saias e vestidos, nas mangas ao estilo country, em acessórios, etc.

» Folhos: tendência que se impôs com mais força este inverno, mas que se manterá até ao próximo. Para mulheres de estilo romântico é uma oportunidade de renovarem o seu guarda-roupa, pois para estas, os folhos são uma macro-tendência.

» Mangas abalonadas: o volume excessivo nas mangas vai reaparacer no próximo inverno. Pode combinar com a tendência transparência, quebrando visualmente a ilusão de aumento de volume, ganhando em sofisticação e classe.

 

» Calças de couro/ecopele, vinil e metalizadas: tendência que já se mantém há algum tempo, mas, se ainda não tem no seu guarda roupa, opte por ecopele pelo bem do ambiente.

 

» Cardigãs: no próximo inverno os cardigãs vão-se querer super compridos (7/8). Se encontrar algum em saldos será um achado a aproveitar, dado que esta estação usam-se curtos.

» Calças de alfaiataria de cós elástico: o conforto é sem dúvida um dos principais pilares da moda presente e futura, e este modelo de calças está a ganhar terreno. A sua versatilidade em looks mais casuais ou mais formais, tornam esta peça uma das possíveis listadas no armário cápsula de muitas pessoas.

» Vestidos-camisa: confere muita elegância, sendo adaptável a diversas ocasiões. Este inverno foi uma tendência muito bem acolhida e vai continuar nas lojas na próxima estação fria. 

 

» Capas: agasalho muito requintado que, ciclicamente, é integrado nas coleções de prêt-a-porter. Aproveite para adquirir um modelo intemporal, de excelente qualidade, pois vai usá-lo ainda por bastante tempo, voltará a usar no próximo inverno, e quem sabe quando voltará...

» Colete preppy: fez furor este inverno, sobretudo entre as mulheres mais jovens e voltará em força no próximo. Se quiser apostar nesta peça com longevidade, opte por cores neutras e sólidas.

 

» Sem género: Se quiser antecipar uma micro-tendência que estará muito forte no próximo inverno aposte numa gravata. Este acessório não é integrado pela primeira vez nas coleções femininas, mas, se não tem pelo menos uma, vai arrepender-se... 

 

Apesar das medidas de restrição em vigor, das quais decorre o encerramento das lojas de comércio de rua e em centros comerciais, os saldos e promoções continuam on-line. Hoje em dia, não só as grandes marcas de fast fashion têm presença na internet com as respetivas lojas. Muitas são as pequenas marcas, quer de comércio local, quer apenas de comércio on-line, de fabrico 100% português que, mais do que nunca, necessitam do apoio de todos nós.

Portanto, não deixando de ser consciente nas suas compras e não adquirindo mais do que realmente necessita, opte pelo que é português! Vamos ajudar a nossa economia a sobreviver a este tsunami que abalou todo o mundo!