Consumo de moda de segunda mão

28/Mar/2020

“A peça de roupa mais sustentável é a que já está feita.” – Humana Portugal

É preciso comprar menos e de forma consciente, mas também é necessário apoiar inovações sustentáveis e modelos de negócios alternativos, como moda de segunda mão, upcycled (transformada) e alugada, de modo a criar mudanças profundas no paradigma de consumo.

A maior parte das pessoas, só consegue comprar aos preços da fast fashion. E se esse é o seu caso, não se auto-recrimine! Todo o sistema da indústria têxtil ocidental foi montado, a coberto de governos e outras organizações, para que as empresas deixassem chegar a este ponto, tão dramático, de exploração de povos e ambiente. Por isso, não se sinta culpado por comprar fast fashion se isso for a sua única hipótese. Mesmo assim podemos todos comprar de forma mais consciente e apenas aquilo que realmente precisamos... E a segunda mão surge como uma alternativa excelente para nos mantermos com estilo, controlarmos os nossos gastos e promover a redução significativa de desperdício da indústria da Moda.

Preconceito? Desconfiança? Desconforto?

Hoje em dia, comprar roupa e acessórios em 2ª mão pode tornar-se uma experiência divertida e enriquecedora, não significando comprar roupas velhas cheias de nódoas! Um artigo em segunda mão simplesmente significa que já foi usado, e não raras vezes, encontra à venda peças de utilização única a preços incríveis! Além disso valorizamos cada vez mais o storytelling que cada peça nos traz, e o envolvimento vai muito além da estética, tornando-se uma compra emocial!

Se a vossa experiência com artigos em segunda mão está apenas no início, e o conceito ainda vos deixa algo desconfortáveis, quero deixar-vos algumas sugestões, existindo com certeza outras mais.


Quartier Latin (@quartierlatin)
A Quartier Latin surgiu em 2010, tendo sido a primeira loja de moda de luxo em segunda mão, com loja na cidade do Porto. Aqui encontra peças bem estimadas, de qualidade superior, escolhidas tomando em consideração o interesse das clientes que procuram marcas como Chanel, Gucci, Prada, entre outras, a preços atrativos.
É possível visitar e adquirir peças da Quartier Latin, na sua loja on-line, em www.quartierlatin.pt.


La Petite Coquette (@lapetitecoquetteporto)
A La Petite Coquette, é uma boutique à porta fechada, assegurando um serviço exclusivo e privado às suas clientes, desde 2014, data em que nasceu na cidade do Porto. Na loja física (e online, em www.lapetitecoquette.pt), encontrará apenas peças originais e em muito bom estado, sujeitas a rigoroso controlo de autenticidade, de coleções contemporâneas de marcas de luxo como Hermés, Chanel, Louis Vuitton, Gucci, Dolce & Gabbana, Christian Louboutin, e muito mais.


Mão Esquerda (@esquerdamao e @vintagesecondhandfirst)
Projecto dedicado à moda retro e vintage, que é uma referência em matéria de vestuário vintage no Porto e a nível nacional. Loja de pequenas dimensões mas muito agradável, e com uma significativa oferta de artigos acessíveis a todos, desde as habituais ‘pechinchas’ até a peças de design, de sapatos, roupas, malas e outras raridades. A Mão Esquerda também oferece um serviço de compras online, através das suas redes sociais,  onde vão sendo publicitadas algumas das peças. O portefólio digital de artigos em venda está em permanente dinâmica.


Ornitorrinco (@ornitorrincovintage e @ornitorrinco.vintage)
Loja em espaço divertido, na baixa do Porto, com quase 8 anos de existência, de roupa e acessórios vintage e de segunda mão, dos 60's, 70's, 80's e 90's, para homem e mulher. Aqui poderá encontrar marcas como Vans, Adidas, Reebook, Fila, Levi’s, Disney, Puma, All Start, ... Periodicamente é colocado um charriot com peças a 1€, excelentes oportunidades de compra, que são repostas até chegada de nova encomenda à loja. De aproveitar, não?!


Humana (@humana_secondhand e @lojashumana)
A Humana é uma associação sem fins lucrativos que trabalha na defesa do meio ambiente, desde 1998, através da reutilização têxtil (siga o seu trabalho em www.humana-portugal.org).
Existem lojas por todo o mundo, mais propriamente, em 45 países, sendo 15 os espaços abertos em Portugal. Procedem à recolha, através de uma rede de contentores, de doações têxtil dos cidadãos, e preparam esse têxtil para a reutilização. O objetivo é dar uma segunda vida à roupa e favorecer o modelo de economia circular. A Humana promove a reutilização da roupa usada através das lojas de moda de segunda mão. Os lucros são utilizados para ajudar comunidades com dificuldades por todo o mundo. Encontre a mais próxima, onde encontrará roupa super acessível, e envolva-se neste projeto social e ambiental.


A Outra Face da Lua (@aoutrafacedalua)
Mais do que uma loja de roupa vintage e de segunda mão, na baixa de Lisboa, este espaço remete-nos para um ambiente retro e de glamour, onde se podem passar algumas horas, tomando um chá ou um café. Marcas como Kenzo, Hugo Boss, Tommy Hilfiger, Lacoste, Ralph lauren, Scotch and Soda, entre outras, são algumas das muitas marcas que poderá encontrar neste espaço, com 14 anos de existência.


Às de Espadas (@as.de.espadas e @asdeespadasvintage)
Em Lisboa, desde 2010, esta loja vintage reúne peças com história dos anos 20 aos anos 80. Um espaço diferente, uma espécie de sótão de um desconhecido, onde se encontram peças de vestuário outrora usadas e com uma história para contar, acessórios, sapatos, malas, bijuteria, chapéus, etc.


Bird on Wire Studio
Presente na internet há 4 anos, abriu recentemente a sua primeira loja física em Portugal, trocando Londres por Lisboa. Aqui a moda vintage fica ao lado de peças contemporâneas de artesãos e designers independentes, podendo encontrar-se peças em segunda mão em excelentes condições de marcas como Komono, Lido e Paparina.


MAUDDE: www.maudde.com (@maudde.prelovedluxury)
Plataforma de vendas online fundada por duas irmãs portuguesas que decidiram juntar o amor pela moda à vontade de tornar o mundo num lugar mais sustentável. Na Maudde encontram artigos de luxo usados, originais e bem conservados para serem vendidos em ótimas condições, de marcas como Gerard Darel, Burberry, Dolce & Gabbana, Ferragamo, Chanel, Dior, Emporio Armani, Max Mara, entre muitas outras.

Micolet: www.micolet.pt (@micolet_pt)
Este site de comércio eletrónico, garante descontos muito generosos. Um número infindável de marcas disponíveis desde Bershka, Springfield, Zara, Bimba Y Lola, Adolfo Dominguez, Desigual, até marcas como Burberrys, Emporio Armani, Gucci e muitas mais. Muitas peças à venda ainda com etiqueta original e qualquer defeito está devidamente identificado na ficha do produto.


Vestiaire Colletive: www.vestiairecollective.com (@depop)
Lançado em 2009, o portal Vestiaire Collective oferece mais de 900.000 itens, incluindo 3.500 novos itens por dia, e conta com uma comunidade de 7 milhões de compradores em 50 países. Uma das suas principais garantias é a autenticidade das peças, que é controlada por especialistas instalados em vários locais do mundo, depois da aquisição feita pelo utilizador online, mas antes da peça lhe ser expedida. Poderá encontrar marcas de luxo como Jean Paul Gaultier, Valentino, Paco Rabanne, Alexander Wang, Max Mara, Chloé, Escada, Fendi, etc.


Depop: aplicativo para IOS e Android (@depop)
A Depop é um marketplace que vários influencers utilizam para vender roupas que só usaram algumas vezes. Mas, também é possível a venda por parte de qualquer um! Desta forma podem ter sempre acesso a novos artigos vintage, enquanto vendem os que já não vos satisfazem, entrando numa economia circular.

Estes são alguns dos melhores exemplos de lojas de segunda mão disponíveis em Portugal, e o número continua a aumentar! A verdade é que já existe todo o material de que precisamos e não é necessário continuar a produzir. Além de que, se a moda, nos últmos anos tem sido um revivalismo de décadas anteriores, porque razão comprar peças idênticas de menor qualidade, quando existem as originais, ainda em excelente estado de uso e com possibilidade de ter uma vida prolongada?