Alertas de consciência para sustentabilidade - Parte 1

29/Mar/2020

Quando comecei o processo de mudança verde, muitas foram as dúvidas que se assolaram à minha mente. Se por um lado percebi que tinha de alterar o meu comportamento em prol dum futuro melhor, por outro lado, teria de combater um ímpeto extremamente consumista, a que a minha existência foi sucumbindo nos últimos 25 anos! Informação e mais informação, pesquisas atrás de pesquisas, e gradualmente, fui tomando consciência que as prioridades que tinha definidas, não eram de todo as mais acertadas.

Por terem sido determinantes na consciencialização do real impacto ambiental  e de responsabilidade social, da indústria da moda no mundo, quero sugerir a visualização de alguns documentários relacionados com este assunto. Para além da extensa informação que disponibilizam, transmitem uma mensagem de esperança, sugerindo comportamentos alternativos e mudanças concretas.

Alerto para o facto de, este se tratar de um processo, não se ambicionando ruturas comportamentais radicais, pelo que estas informações deverão ser apreendidas lentamente, sem pressões, dando tempo à sua assimilação, até que a atitude de consumo se transforme, naturalmente, sustentável.    

E quanto mais consciências se despertarem, mais força ganhamos enquanto consumidores, para exigir produtos sustentáveis e cadeias de fornecimento circulares e socialmente responsáveis.  E os grandes gigantes do Fast Fashion não terão outro remédio senão adaptar-se às novas exigências.

As minhas sugestões de documentários:

Minimalism: A Documentary about the important things

Embora este documentário não se foque especificamente na moda, recomendo que o vejam. E façam como eu, coloquem-no no topo das prioridades. No fim, é impossível ficar indiferente à forma como as pessoas que dão o seu testemunho de mudança, relativizam a importância dos bens materiais para a nossa felicidade. A nossa consciência começa a agitar-se...

 

River Blue

Este documentário expõe a destruição dos rios, em consequência da indústria da moda. A poluição das águas em certas localizações da Ásia atingiu níveis extremos, destruindo terrenos agrícolas, tornando insustentável a sobrevivência dos habitantes das suas margens. E esses efeitos estendem-se a todo o mundo e, brevemente, toda a humanidade sofrerá os seus efeitos. São necessárias medidas para um futuro com água, para um futuro sustentável.

 

 

The True Cost

Já se questionou como é possível que o preço das roupas que vestimos (Fast Fashion) tem vindo a diminuir há décadas? Este documentário põe a descoberto o aumento dramático dos custos humanos, pela violação diária dos direitos humanos de quem faz as roupas, e dos custos ambientais, pelos impactos ecológicos nefastos da indústria têxtil, uma das mais poluentes do mundo. Depois disto, seguramente, não voltará a adquirir uma peça de roupa sem verificar a sua origem e avaliar em que condições sociais foi produzida. Quando olhar para a etiqueta não só o preço preocupará, mas também a origem da produção e a composição da peça, fazendo-o ponderar acerca da pegada ecológica para a qual estará a contribuir e que responsabildade social quer assumir quanto à sua produção.

Made in Bangladesh

Made in Bangladesh é um filme, baseado numa história verídica, sobre uma jovem mulher que trabalha numa sweatshop* no Bangladesh. É uma narrativa inspiradora, de luta pelos seus direitos e melhores condições de trabalho, que até estão previstos legalmente, mas não são cumpridos. O lado obscuro da Fast Fashion colocado a nu, não vitimizando os trabalhadores das fábricas desse país, mas antes partilhando a luta, de mulheres corajosas, pelos direitos humanos e dignidade. A nós, consumidores, cabe-nos o papel de exigir condições justas e dignas para todos os trabalhadores.

*Local de trabalho com condições muito precárias e, socialmente, inaceitáveis (mal pago, perigoso, condições físicas desumanas,...)

(continua....)